Fernando Gabriel Swiech

 

 

 

 

 

 

Fernando Gabriel graduou-se em Órgão na Escola de Música e Belas Artes do Paraná. Concluiu o curso de Música Sacra na Escola Superior de Música e Teatro em Hamburgo em 2004.
Na Alemanha foi bolsista da CAPES. Entre outras matérias teve aulas de regência, improvisação e órgão. Nessa última matéria foi aluno dos professores Wolfgang Zerer e Pieter van Dijk.
Posteriormente, com uma bolsa do Serviço Católico de Intercâmbio Acadêmico estudou órgão solo a partir de 2004 na classe do Prof. Pier Damiano Peretti em Hanover concluindo assim seus estudos em performance organística em 2006.


Atualmente dirige o coro da Friedenskirche e a Kammerorchester St. Pauli dando ênfase ao repertório do período romântico e do século XX. Em frente a esses dois grupos regeu a Missa de Santa Cecilia de Gounod, o Requiem de Brahms, Magnificat Alleluia de Villa-Lobos bem como obras de Rheinberger, Debussy, Mendelssohn entre outras.

 

Ele é organista do órgão sinfônico romântico da firma suiça Kuhn na St. Johannis Kulturkirche Altona em Hamburgo. Nessa instituição é responsável pela organização dos ciclos de concertos de órgão onde concertistas do mundo todo são convidados a se apresentar. Também organiza uma cooperação com a Escola Superior de Música e Teatro de Hamburgo com a finalidade de possibilitar que jovens organistas tenham a chance de se apresentar em público em um órgão de grande porte fazendo experiências para a futura carreira musical.

Fernando Gabriel atua regularmente como organista e regente de coro na Alemanha, Itália, Espanha, Áustria, Noruega, França entre outros países. Foi solista com a Orquestra do Conservatório de Hamburgo tocando o concerto para órgão e orquestra de Francis Poulenc bem como concertos para órgão e orquestra de Händel.

Em 2014 fez uma tourne no Brasil dirigindo o coro da Friedenskirche e a Kammerorchester St. Pauli com o patrocínio do ministério de relações exteriores da Alemanha, do Instituto Goethe e da secretaria de cultura de Hamburgo. Entre outras obras eles apresentaram o Requiem Alemão op. 45 de Johannes Brahms. Nessa oportunidade nasceu o intercâmbio com o Projeto Música no Bairro,  no eixo de Artes do Projeto Dorcas da Escola de Música e Belas Artes do Paraná e da Comunidade do Redentor.  Desde então tem se empenhado em diversas atividades artísticas em favor do projeto,  e tem sido  ativo na mobilização de recursos para  sua continuidade, o que tem sido de suma importância para a existência desse trabalho. Organizou diversos concertos beneficentes com seus grupos musicais, além de outras atividades de cunho pedagógico, como intercâmbio de pedagogos para beneficiar professores brasileiros e alemães em experiências transculturais na Alemanha e no Brasil.  

Em 2016 dirigiu o Requiem de Verdi no Norte da Itália. A cooperação com o Coro Città di Piazzola sul Brenta e a Orquestra "Il Filarmonici di Trento"que iniciou com o Réquiem de Verdi deve prosseguir em 2018 na Alemanha e na Itália.